Sistema de gestão para consultórios odontológicos: o que saber antes de contratar?

Todos sabemos que uma boa gestão depende de diversos fatores. Não basta apenas ter conhecimento de mercado. A organização e o sucesso de um empreendimento também passam por outras etapas. E hoje em dia, um consultório odontológico que se pauta pela tecnologia tem muitas vantagens.

Ter um sistema de gestão para a sua clínica odontológica é um passo essencial para que todas as informações do seu negócio estejam sempre integradas. E o melhor, na palma da sua mão.

Pode ser que você esteja se perguntando: “Mas o que eu preciso avaliar antes de contratar um sistema de gestão para o meu consultório? Como saber o que preciso mensurar? Como um software pode me ajudar, de fato, na minha gestão?”

Se esse é o caso, continue lendo esse post que vamos te dizer tudo que você precisa saber antes de contratar um software de gestão para a sua clínica odontológica.

Avalie o momento do seu consultório

Antes de mais nada, é preciso saber quais são os seus objetivos e metas, além de entender qual é o momento do seu consultório. Isso te ajuda a tornar a sua tomada de decisão mais assertiva. Isso antes mesmo de ter um sistema te auxiliando nesse sentido.

Essa etapa é essencial antes de contratar um sistema de gestão para o seu consultório odontológico, uma vez que um bom software precisa estar alinhado com as necessidades a longo prazo do seu negócio.

De nada adianta contratar um sistema que te limite a alcançar novos clientes e expandir. Por isso, avaliar quais são os próximos passos do seu consultório antes de contratar um software é uma fase primordial.

Trace um planejamento

Agora que você já entendeu quais são os próximos passos almejados pela sua clínica, faça um planejamento. Nessa etapa, o importante é relacionar o que é esperado, juntamente com o auxílio de um sistema, a longo, médio e curto prazo.

Dessa forma, sabendo o que é esperado, você poderá mensurar com maior exatidão os resultados obtidos nos prazos determinados. No entanto, vale ressaltar que é necessário traçar um planejamento que seja viável, realista.

Nessa hora, você pode considerar três tipos de planejamento:

  • Estratégico: alinhado com a missão e visão do seu negócio. Nessa etapa são determinadas as ações de longo prazo, como o grande sonho da sua clínica.
  • Tático: alinhado com a criação e o desdobramento de metas de cada área da empresa, como financeiro, administrativo e operacional.
  • Operacional: é a parte do planejamento “mão na massa”. Responsável pela criação de ações que cumpram as metas definidas nos dois planejamentos anteriores.

O ideal é que esses três planejamentos sejam feitos e desdobrados conforme a necessidade do seu negócio.